Header Ads

Rádio Espinharas AM recebe autorização para migrar para FM

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab assinou na manhã desta sexta-feira (30) a autorização para que a Rádio Espinharas e outras quatro emissoras da Paraíba façam a conversão de AM para FM. O evento aconteceu no Centro de Ciências e Tecnologia em João Pessoa.

Kassab lembrou que a mudança possibilitará a expansão do setor, que deverá contratar mais profissionais. Ele revelou que cinco das 28 emissoras do estado já pagaram as taxas para fazer a migração. "Além do ganho em qualidade, também tem o lado econômico, pois a taxa de manutenção de uma FM é bem menor. Ganha a Paraíba, que é um dos primeiros estados a receber o mutirão para agilizar a migração”, destacou.

Depois disso, as cinco emissoras das cidades de Patos, Picuí, Campina Grande, Bananeiras e Mamamguape respectivamente que receberam a autorização devem apresentar um projeto técnico de instalação da FM à Secretaria de Radiodifusão e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a autorização de uso da radiofrequência. A partir da liberação, os veículos já podem começar a transmitir a programação na nova faixa.

Por telefone direto de João Pessoa, o padre Fabrício Dias Timóteo, diretor Geral da Rádio Espinharas falou ao Espinharas Notícias que a nova Rádio Espinharas será a FM mais potente da região com 5 quilos de potência, com isso ele frisou também a importância dos Amigos da Rádio Espinharas, pois a despesa com este projeto é alta.

“O mais alto valor do processo de migração foi o nosso, as outras emissoras pagaram entre 44 mil e 60 mil (Reais) e o nosso foi mais de 80 mil exatamente porque a nossa potência é a maior. Mais uma vez nós pedimos a ajuda das pessoas que amam o sistema Espinharas de Comunicação para que colaborem conosco aderindo ao Clube dos Amigos da Rádio Espinharas e se tornem sócios evangelizadores.”

Ao migrar para a faixa FM, as rádios também podem ser sintonizadas em dispositivos móveis, como tablets e smartphones, o que garante a continuidade e a modernização do serviço.

Higo de Figueirêdo – Rádio Espinharas
Fotos: Carlos Ferreira