Header Ads

Após perder 200 kg, Carlinhos já caminha e quer trabalhar; mãe relata as dificuldade


Um caso que repercutiu na imprensa nacional no ano de 2015 foi o do jovem Carlos Antônio dos Santos, hoje com 30 anos, mais conhecido como Carlinhos, da cidade de Patos.

Ele sofre de obesidade mórbida e na época pesava 420 kg. Depois de muita repercussão na imprensa, o jovem conseguiu um tratamento em Recife, no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Carlinhos não conseguia andar, e para transferi-lo foi necessária uma verdadeira operação do Corpo de Bombeiros, que utilizou um guindaste e uma maca para tirá-lo de dentro da residência e levá-lo à capital pernambucana.

Depois de seis meses internado, Carlinhos perdeu mais de 200 kg e hoje já consegue fazer caminhada. Por ser um jovem especial, o tratamento não prosseguiu no hospital, pois, segundo a mãe, cuidar de Carlinhos passou a ser uma tarefa bem mais complicada depois que ele começou a andar. Em casa não é diferente.

“É muito difícil o tratamento dele porque ele dá muito trabalho. O dia a dia é muito difícil. Ele é adulto, tem 30 anos, mas é como seu eu lutasse com uma criança. Criança é até mais fácil da gente cuidar, mas ele é difícil demais porque ele é muito diferente”, relatou dona Cacilda Patrocínio, mãe de Carlinhos.

Apesar dos problemas inerentes ao peso e às necessidades especiais, dona Cacilda conta que Carlinhos caminha pelo bairro, joga vídeo game e até já disse que quer trabalhar. Por enquanto, as atenções precisam continuar redobradas no tratamento que continua em casa para que o jovem não recupere novamente os quilos perdidos no hospital.

“Eu dedico a minha vida a Carlinhos. Eu não saio nem de casa. Só quando é uma precisão mesmo. Eu não tenho mais a saúde que eu tinha devido à luta com ele, mas assim mesmo todos os dias eu peço a Deus força e muita saúde continuar”, ressalta a mãe.


Diário do Sertão
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook
Tecnologia do Blogger.