Header Ads

Câncer torna irreconhecível mulher de 44 anos e a família pede ajuda


A funcionária pública de Junco do Seridó Josiane Rodrigues de Oliveira Neves, de 44 anos, está passando por um momento muito difícil. Há cerca de um ano e quatro meses, pouco tempo depois que ela realizou o sonho de se formar em Ciências Naturais, pela UFPB, foi acometida de um câncer no cólon do útero e a doença, de forma avassaladora, atingiu outras partes do corpo, deixando-a totalmente debilitada e irreconhecível. Ela descobriu a doença já num estágio muito avançado.

Ela é casada há 26 anos com o caminhoneiro patoense Severino Rodrigues Neves Netto, que teve de deixar o emprego para se dedicar integralmente à esposa. O casal tem três filhos.

Joseane terminou o tratamento no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, e está morando num apartamento na Capital, onde precisa se submeter a um constante e caro tratamento paliativo, que esgotou as finanças da família. Com a doença o marido conseguiu aposentá-la e hoje vivem dessa aposentadoria, que tem sido insuficiente para as despesas, principalmente para a compra dos remédios.

Ela não anda e precisa de ajuda até para se virar de lado para o outro na cama. Leia baixo o relato dela ao site Heleno Lima.

“Já fiz quimioterapia, radioterapia, braquiterapia, colostomia e outra cirurgia no intestino. Estou no tratamento paliativo, não tenho como fazer cirurgia, pois a doença está avançada. Sinto muitas dores”. Os gastos são imensos com medicamentos, curativos e cuidados higiênicos. A única renda fixa é meu salário mínimo, o qual tenho que pagar as despesas da casa e os meus cuidados. Uso remédios fortes e caros e os curativos para tratar escaras e o tumor externo que está aberto. Só o gasto com esses curativos são R$ 1.990 por mês e também pagamos R$ 400 para a enfermeira por mês, ou seja, são 2.390 por mês. Necessitamos da enfermeira para vir cuidar, pois o curativo precisa ser feito por um profissional e os cuidados diários meu marido e filhos fazem. Fora isso tem os remédios entre morfina a outros analgésicos e antibióticos que tenho que comprar também, e ainda temos de pagar aluguel, despesas de casa e alimentação.


Realizaram campanha pra nos ajudar, mas já acabaram meus produtos higiênicos e aumentaram os gastos comigo. Agradeço a cada um que nos ajudou e peço também que nos adotem em orações, Está difícil, mas creio e confio no Deus do impossível, até aqui ele nunca nos abandonou. Estamos confiando e esperando pelo agir de Deus e contarei meu testemunho para glorificar o nome do senhor por tudo que ele fez na minha vida. Agradeço de coração e que Deus retribua tudo em benção na vida de cada um de vocês. Abraço e fiquem na paz do senhor.” 

Quem puder colaborar com qualquer quantia a família está disponibilizando a conta do marido e agradece antecipado as doações e as orações.

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0729
Operação: 013
Conta: 00035487-8

Titular da conta: Severino Rodrigues Neves Netto (marido).

Contatos com o marido de Josiane podem ser feitos pelo telefone 99840-5171.


PATOENSE.COM
com Folha Patoense
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook
Tecnologia do Blogger.