Header Ads

Documentário retrata a história de pessoas que são envolvidas com homicídios na PB



A detenta Creuza Bernardo da Silva de 50 anos cumpre pena na ala feminina do presídio do Serrotão em Campina Grande. Creuza foi sentenciada a 18 anos e dois meses de prisão por homicídio qualificado. Ela matou seus quatro filhos, todos de forma semelhante, num modus operandi semelhante ao de um serial killer.

Além de matar seus próprios filhos, ela também tentou matar uma sobrinha de quatro anos de idade ateando fogo na criança. Nos autos do processo de Creuza, a agora detenta diz em seu depoimento à polícia que às vezes sente um vontade incontrolável de matar, mas que a vontade é de matar apenas crianças.

Creuza é natural da cidade de Tavares, sertão paraibano, onde morava com a mãe antes de cometer os homicídios e ser presa. A mãe, Maria Bernardo, continua morando na cidade e vive o peso de ser, ao mesmo tempo, mãe da assassina e avó das vítimas dessa tragédia.

A história que chama atenção por parecer surreal, é verídica e será o enredo principal do documentário “Um Dois Um: Crônicas de Homicídios”, Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante de Arte e Mídia da Universidade Federal da Paraíba (UFCG) Ana Calline da Silva Feliciano, de 21 anos. O documentário está sendo gravado dentro da Penitenciária Raimundo Asfora, mais conhecida como Presídio do Serrotão, e retrata a história de pessoas que estão envolvidas direta ou indiretamente no crime de homicídios.

A estudante busca no documentário retratar as diversas perspectivas do crime de homicídio, através de entrevistas com o homicida, a família do homicida e a família da vítima. Além do caso de Creuza Bernardo, o documentário também mostra depoimentos das mães das vítimas da ‘Barbárie de Queimadas’, caso de repercussão na Paraíba e no Brasil, onde mulheres foram estupradas e assassinadas na cidade de Queimadas.



Jornal da Paraiba
Você também pode enviar informações à redação do portal p247.com.br pelo Whatsapp: 83 98116-3822 ou pelo e-mail: patoense.com@gmail.com

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.