Header Ads

'Se eu souber quem foi, faço justiça com as próprias mãos', diz mãe de Guilherme



A mãe do menino Guilherme Marinho, de sete anos, Valdenice Marinho, deu um depoimento muito emocionado na manhã desta quinta-feira (26), após a confirmação pelo Instituto de Polícia Científica (IPC), de que a ossada encontrada no dia 15 de junho, era do seu filho que estava desaparecido desde o dia 10 de fevereiro.

Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, Valdenice pediu que a justiça seja feita, mas afirmou que se souber quem matou o filho dela, fará justiça com as próprias mãos. 

Visivelmente abalada, a mãe afirmou que Guilherme era um menino cheio de sonhos e queria ser advogado. "Como um demônio faz um negócio desses com meu filho. Não é gente. Se eu ficasse frente a frente eu não sabia nem o que fazia. Acabou com a minha vida, a vida do meu marido, da família toda. Como vou ver meu filho agora?", questionou.  

A mãe disse também que se sentiu confortada por Deus nesses cinco meses que a criança estava desaparecida. "Deus me confortou e meus amigos também, mesmo as pessoas jogando pedras, dizendo que eu saia onde meu filho estava... agora chega essa tragédia dessa notícia", afirmou. 

Valdenice soube do resultado da perícia através da imprensa. Ela disse que estava catando reciclagem quando foi surpreendida. Ela afirmou que não tem inimigos, nem seu marido: 'Os inimigos que meu marido tem é na comunidade Maria de Nazaré, aqui é todo mundo conhecido. Como é que ia acontecer um negócio desses? O inimigo estava do nosso lado, porque foi alguém daqui que fez isso com meu filho", lamentou.

"Espero que a Justiça da Paraíba não deixe esse caso impune, Guilherme era uma criança cheia de sonho, quero justiça porque o lugar desse demônio é no inferno ou na cadeia. Porque se eu souber quem foi eu faço justiça com as próprias mãos", finalizou.


Marília Domingues / David Martins 
Você também pode enviar informações à redação do portal p247.com.br pelo Whatsapp: 83 98116-3822 ou pelo e-mail: patoense.com@gmail.com

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.