Decreto para reduzir conta de energia será 1ª medida de João Azevêdo - PATOENSE.COM - É DA GENTE

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Decreto para reduzir conta de energia será 1ª medida de João Azevêdo

Share This

Uma promessa de campanha que teve grande repercussão será a primeira medida do governador João Azevêdo (PSB). O socialista prometeu, durante cerimônia de posse nesta terça-feira (1ª), que ainda na quinta-feira (3), estará assinando o Decreto que reduzirá a conta de energia para pessoas de baixa renda.

“Vamos assinar o Decreto que estabelece novo patamar de isenção de energia elétrica para que todo consumidor de baixa renda, que consuma até 90 quilowatts possa ter isenção de ICMS”, informou Azevêdo.

Antes dessa primeira medida, nesta quarta (2), o governador estará dando posse aos secretários que comporão o seu governo. E o trabalho, segundo João, será cobrado. Ele estabelecerá metas trimestrais, as quais os auxiliares terão que presta conta.

“Estaremos dando posse aos secretários, ao novo time que vai conduzir essa missão, e no dia seguinte faremos uma reunião onde estabeleceremos metas para cada secretaria. Alguns setores passarão por reestruturação e estabelecimento de metas que serão trimestrais para as secretarias”, falou.

A partir do dia 10, as reuniões serão com os deputados eleitos.

Novo presidente da República
João Azevêdo não é aliado político do novo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), mas disse esperar que as relações institucionais sejam colocadas acima das divergências partidárias. “Espero que a Paraíba tenha, como qualquer estado, o tratamento republicano que todos precisam ter. A relação política é uma e a institucional, outra. Espero que a Paraíba receba os empréstimos, os recursos a que tem direito, afinal estamos com as contas em dia, fizemos a lição de casa e, para um estado que fez um esforço como esse, deve ser tratado com republicanismo”, acrescentou.

Relação com os municípios
O novo governador garantiu que tratará todos os municípios com igualdade, sem fazer distinção entre os que os gestores lhe apoiaram e os que foram contrários à sua candidatura em 2018. “Os municípios serão tratados da forma como aprendemos a fazer. Fizemos convênios com 217, e não fizemos com os que não quiseram ou que queriam discurso para dizer que não tiveram chance, mas todos os nossos editais foram colocados na internet”, destacou.

João Pessoa
E essa relação, segundo João, será também com João Pessoa. “A relação entre dois acontece quando os dois níveis querem. Nós publicamos editais na internet durante oito anos e se o município não se credencia é porque não tinha interesse, mas isso não fez com que o governo não fizesse seus projetos. Todos os de mobilidade urbana feitos aqui em João Pessoa são do governo que o estado, que executou o que, teoricamente, seria do município. Temos um pacote de obras que será colocado em prática em breve, de obras licitadas”, finalizou.

Com Adriana Rodrigues, do Jornal CORREIO

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here