PMs agridem família que comemorava crisma de jovem com necessidades especiais, denunciam moradores - PATOENSE.COM - O Portal de Notícias do Grupo Patoense

PMs agridem família que comemorava crisma de jovem com necessidades especiais, denunciam moradores


Policiais invadiram a casa onde era comemorada a celebração da crisma de um jovem com transtornos mentais e agrediram as pessoas que estavam no local, na comunidade do Lagamar, no Bairro São João do Tauape, na noite do sábado (18), denunciam a família e membros da comunidade religiosa. Cinco adolescentes foram levados ao hospital e três foram detidos.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) confirmou a ocorrência. O órgão informou que, “segundo informações coletadas, pessoas que estavam presentes em uma residência jogaram pedras em uma viatura enquanto esta patrulhava pelo local”. A PMCE afirmou ainda que “vai investigar a conduta dos policiais militares envolvidos nesse caso”, já que há “a informação de que houve excesso durante o atendimento da ocorrência”. A corporação garantiu que “toda ação ilegal será devidamente apurada”.

De acordo com uma catequista do grupo Jovens em Busca de Deus (JbD) e moradora da comunidade, que preferiu não se identificar, familiares do adolescente com necessidades especiais resolveram comemorar em casa a crisma dele, reunindo várias pessoas no local. No entanto, conforme ela, PMs invadiram o local e agrediram todos que estavam dentro da residência, incluindo o rapaz crismado e a mãe dele.

De acordo com a catequista, os policiais usaram spray de pimenta e deram até chicotadas em quem estava no local.

A jovem informou que a confusão começou quando os policiais agrediam um jovem, em frente à residência, e o pai do adolescente pediu que os agentes parassem, perguntando o motivo da violência.

Tiros para o alto
O pai do rapaz crismado, então, tentou argumentar com os policiais, que começaram a ameaçá-lo, conforme relata a moradora. Populares que estavam próximos ao local se aproximaram para observar a discussão. Nesse momento, os PMs começaram a atirar para cima.

Em seguida, ainda segundo a integrante do JbD, o pai do adolescente crismado entrou em casa e os policiais o seguiram, invadindo o local. Revoltadas com a situação, as pessoas que estavam dentro da residência começaram a discutir com os PMs, que teriam respondido com agressões e spray de pimenta, conforme a denúncia.

“Entre os agredidos, tinha uma idosa de 80 anos, o adolescente crismado, que tem necessidades especiais, e uma menina da JbD, que chegou a desmaiar”, relata a moradora. Cinco adolescentes desmaiaram com o spray de pimenta e outras três pessoas, inclusive o pai do garoto, foram detidas pelos policiais por desacato. Elas foram liberadas cerca de três horas depois.

“Eu estava lá dentro e meu marido aqui [na entrada da casa]. Começaram os tiros, meu marido saiu e disse que não precisava disso e fechou o portão”, explica a mãe do jovem. “Quando chegou reforço [policial], arrombaram o portão. Atacaram meu marido, meu filho. Levei chicotada, e tacaram uma faca na minha mão”, relatou.

Segundo ela, ao ouvir que o rapaz tinha transtornos mentais, um policial ironizou e o agrediu ainda mais. “‘Cadê o atestado dele? Ele é doido?’, e tome chicotada”, disse a mãe.

G1 Ceará
PMs agridem família que comemorava crisma de jovem com necessidades especiais, denunciam moradores PMs agridem família que comemorava crisma de jovem com necessidades especiais, denunciam moradores Reviewed by Redação on 21:32:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.