Salário mínimo só terá alta se reformas forem aprovadas, diz Guedes - PATOENSE - O Portal de Notícias do Grupo Patoense

Salário mínimo só terá alta se reformas forem aprovadas, diz Guedes


O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (14) que o salário mínimo só terá reajuste real –acima da inflação– se as reformas fiscais, como a da Previdência, forem aprovadas.

O ministro participou de audiência na CMO (Comissão Mista de Orçamento) do Congresso. Guedes foi convidado para discutir a previsão orçamentária da União para 2020, apresentada à Casa Legislativa no mês passado.

“Não definimos a política de salário mínimo. Isso naturalmente passa pelas reformas. Podemos seguir, ano a ano, observando. Se a conjuntura for favorável e as reformas progredirem, obtemos fôlego para anunciarmos algo mais à frente e mais audacioso”, disse.

Atualmente, o salário mínimo está em R$ 998. Pela proposta encaminhada ao Congresso Nacional, o governo federal estimou que o salário mínimo ficará em R$ 1.040 em 2020; R$ 1.082 em 2021 e R$ 1.123 em 2022.

Os valores consideram apenas a variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que mede a inflação para famílias de baixa renda.

O ministro reforçou que a proposta encaminhada ao Congresso não é a nova política de salário mínimo e que a equipe econômica pode apresentar uma definição sobre o tema até dezembro deste ano.

Até o ano passado, a correção do salário mínimo era feita com base na soma da inflação do ano anterior com a variação do PIB (Produto Interno Bruto) de 2 anos antes.

A regra era usada desde 2007 e virou lei em 2011, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff. A fórmula, no entanto, perdeu validade neste ano e há expectativa sobre qual seria a política adotada pelo novo governo para os próximos anos.

Poder 360
Salário mínimo só terá alta se reformas forem aprovadas, diz Guedes Salário mínimo só terá alta se reformas forem aprovadas, diz Guedes Reviewed by Redação on 14:40:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.