Advogado diz que mulher que acusou Neymar mentiu sobre estupro e deixa caso - PATOENSE.COM - O Portal de Notícias do Grupo Patoense

Advogado diz que mulher que acusou Neymar mentiu sobre estupro e deixa caso


O advogado que representava a mulher que acusou Neymar de estupro deixou o caso e afirmou que ela registrou o boletim de ocorrência contra o jogador  com informações diferentes das que contou aos defensores. A informação é do Jornal Nacional. Em carta oficial do escritório do advogado José Edgard da Cunha Bueno Filho para encerrar o contrato com a mulher, é dito que o BO foi registrado "diferente dos fatos descritos por vocês aos nossos sócios, já que sempre declarou que a relação mantida com Neymar Jr foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente", diz o texto. "Por raiva ou vingança, vossa senhoria registrou no BO fatos descritos em desacordo com a realidade", continua o texto.

A atual advogada da mulher, que pediu para não ser identificada, em resposta divulgou mensagens que mostram que ela citou em determinado momento que o jogador "me espancou e me estuprou". As conversas foram mostradas no JN. A mulher estava ansiosa para divulgar o caso na imprensa e tem que ser convencida a não fazer isso pelo advogado, que pede calma. Ela transparece muita revolta e chega a falar em contratar uma quadrilha para lidar com o jogador. 

“Por que a gente não joga logo na mídia para acabar com a carreira desse pipoqueiro logo de vez? Ele me espancou e me estuprou. Estava bêbado e drogado. Ele mesmo fala nos prints. É uma pessoa de má índole. Viciado em drogas, agressor que precisa "ser" preso ou internado. Não tem condições de andar em sociedade porque é uma ameaça para o mesmo", diz a mulher. 

Ela diz que está com raiva. “Eu devia ter matado ele quando tive a chance", afirma. O defensor diz que o caso será lento e que por isso mesmo tenta um acordo, que seria o melhor caminho. Ele diz que, em uma reunião com representantes de Neymar, mostrou um vídeo gravado por ela - não divulgado até aqui - e também um relatório médico. 

A atual defensora também divulgou um relatório de uma consulta médica feita pela mulher em 21 de maio com um especialista de aparelho digestivo. O relatório indica vários problemas de origem nervosa e fala ainda de hematomas na região dos glúteos. O médico confirmou a veracidade ao jornal.  O diagnóstico dele é de um distúrbio estomacal, transtorno ansioso e depressivo e traumatismos superficiais não especificados. 

Ao JN, o advogado José Edgard falou sobre o caso, que preferiu abandonar."Eu fui contra qualquer medida bombástica. E até que chegou num momento, de forma mais dura, ela ter acusado a minha ética profissional a respeito do que eu estaria fazendo".

A reunião com os representantes de Neymar foi quarta (29), segundo o escritório de José Edgard. “Feito o primeiro contato com os representantes do agressor, por intermédio de uma reunião realizada em 29/05/2019, foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Júnior, que menosprezaram o ocorrido, lamentavelmente". O documento encerra lembrando que "alteração na verdade dos fatos" pode levar ao crime de denunciação caluniosa, conforme previsto no Código Penal.

No dia 31, a mulher contratou nova advogada e foi então que registrou o boletim de ocorrência denunciando o caso como estupro.

Neymar pai diz que filho sofreu "armadilha"
Em entrevista à TV Bandeirantes, o pai de Neymar afirmou que o filho estava sendo filmado quando foi para o segundo encontro no hotel da mulher. "O celular parecia estar de pé, como se estivesse carregando. Ele viu que estava filmando e aí pediu para ela ir embora. Ele emitiu a passagem de volta dela", afirmou, dizendo que a mulher partiu para cima do jogador. "O Neymar até tenta filmar, tenta gravar, mas ele erra. Coloca no bolso e não consegue", completou ao explicar que seu filhou tentou se defender.

Advogado de Neymar fala em 'cala boca'
Gustavo Xisto, um dos defensores de Neymar, divulgou nota afirmando que o estafe do jogador recebeu pedido de um "cala boca" para que a "suposta vítima não relatasse as alegadas agressões às autoridades".

Leia abaixo:
"Como já revelado pelo sr. Neymar mais cedo na imprensa, de fato foi realizada uma reunião no dia 29 passado, em sua residência na cidade de São Paulo, em que estiveram presentes dois dos seus advogados, uma outra testemunha e o advogado que representava os interesses da suposta vítima. Na oportunidade foi solicitada uma compensação financeira (“cala boca”) para que a suposta vítima não relatasse as alegadas agressões às Autoridades Policiais.

Na oportunidade não foi apresentado nenhum laudo médico, tampouco vídeo, apenas fotografias.

Na data de hoje a defesa teve acesso ao Procedimento Investigatório, analisando as declarações e documentos apresentados. Diante do sigilo não podemos nos pronunciar sobre os seus elementos e conteúdo.

A defesa já se prontificou a colaborar com as investigações, inclusive para que as declarações do Atleta Neymar Jr. sejam prestadas oportunamente e as provas apresentadas".

Depoimento de Neymar
O advogado de Neymar no caso afirmou mais cedo, após se reunir com a delegada do caso, que o jogador vai se apresentar voluntariamente à polícia. Em entrevista a TV Bandeirantes, ele afirmou que o depoimento depende apenas de uma data. A polícia o intimou para depor na sexta, mas a CBF pediu adiamento para após a Copa América.

"O Neymar vai se apresentar voluntariamente, já está decidido faz bastante tempo. Agora é encontrar um dia que seja conveniente para delegacia, com o fluxo da investigação, ele é o maior interessado em esclarecer isso", explicou Davi Tangerino. 

"Não há um tempo definido, quem manda na condução dos atos do inquérito é a delegada. Tem que ver qual o momento que ela quer ouvi-lo. Quando esse momento chegar, ele vai se apresentar para esclarecer a verdade dos fatos. Não sei precisar esse tempo, não", acrescentou.

O advogado defendeu a atitude de Neymar, de divulgar nas redes sociais o diálogo que teve com a acusadora antes. "Recebemos uma verdade, um sentimento de injustiça muito grande por ter passado por este episódio e esta verdade que vi nele e na análise das provas, dos diálogos. Todos têm direito a advogado; portanto, o vídeo do Neymar fala por si com muita verdade, sentimento de injustiça, indignação. Ele é o maior interessado em conhecer a verdade, e a verdade vai prevalecer", declarou."O Neymar traz holofotes, mas temos total confiança na justiça, polícia com discrição e seriedade, a verdade vai prevalecer, e esse episódio terá sua página virada em breve", finaliza.

O caso
A mulher fez um boletim de ocorrência sobre o caso na sexta-feira (31), em São Paulo, relatando que o estupro teria ocorrido em 15 de maio, em Paris. O inquérito policial corre em sigilo.

Segundo o B.O., os dois se conheceram pelo Instagram e depois passaram a conversar pelo WhatsApp. Neymar se ofereceu para pagar passagem e hospedagem para a mulher ir visitá-lo na França. Ela foi então para o Sotitel Paris Arc Du Triomphe, onde ficou hospedada a partir do dia 15 de maio.

A mulher conta que Neymar chegou no hotel dia 15, embriagado, por volta das 20h. Os dois trocaram carícias e então ele ficou agressivo, partindo para uma relação sexual com uso de violência, sem consentimento. Ela voltou ao Brasil no dia 17 de maio, afirmando estar abalada demais para registrar ocorrência. Um exame feito em clínica particular constatou hematomas na mulher, além de existência de um estresse pós-traumático.

Neymar negou categoricamente o fato, afirmando que os dois fizeram sexo de maneira consensual. Ele publicou um vídeo no Instagram expondo a conversa que teria mantido com a mulher. Há conversas desde março, com forte teor erótico. No dia 16 de maio, um dia após o susposto estupro, eles conversam normalmente e a mulher chega a pedir uma lembrança para trazer para o filho no Brasil.

A assessoria de Neymar diz ainda que o estafe do jogador foi procurado por um advogado de São Paulo que teria tentado praticar extorsão com o atleta antes do caso vir à tona.

Por conta da divulgação das imagens da conversa, que incluiam fotos íntimas da mulher, mesmo que borradas, Neymar será investigado. O crime de vazamento de fotos íntimas é previsto no artigo 218-C do Código Penal Brasileiro e, caso haja condenação, o crime prevê pena de um a cinco anos de reclusão.

O vídeo foi retirado do ar hoje pelo Instagram. A rede social declarou que "o conteúdo foi removido por violar os padrões da comunidade".

O pai de Neymar, que tem dado entrevistas para defender o filho, afirmou que eles não tinham escolha além de divulgar a conversa. "Não tínhamos escolha. Eu prefiro um crime de internet a de estupro. Foi o Instagram que tirou do ar por saber que vai ter uma discussão em cima disso. Pelas regras do Instagram estava normal. Ele preservou a imagem, o nome. Ele precisava se defender rapidamente. É melhor ser verdadeiro e mostrar o que aconteceu. Sabíamos da chantagem, mas não da coragem de fazer um B.O. em cima de uma situação dessas."

Correio 24 horas

Advogado diz que mulher que acusou Neymar mentiu sobre estupro e deixa caso Advogado diz que mulher que acusou Neymar mentiu sobre estupro e deixa caso Reviewed by Landres Medeiros on 23:38:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.